Nunca pare de aprender

Nós aprendemos coisas novas desde o momento em que nascemos. Quando bebês, absolutamente tudo é novo. Depois, na escola, passamos anos aprendendo muito sobre português, matemática, história e outras disciplinas. Na universidade e nas especializações seguintes, o aprendizado continua. Mas, para muitos, chega um momento em que a vontade e a disposição para aprender algo novo acabam.

Entretanto, lembre-se de uma coisa: aprender só traz benefícios.

O que acontece no cérebro quando aprendemos?

O sistema nervoso central é responsável por receptar, analisar, comandar e processar toda atividade exercida pelo organismo. Uma camada existente em alguns neurônios chamada mielina conduz os impulsos elétricos de maneira coordenada entre um neurônio e outro. Esse processo vai ficando cada vez mais rápido, formando, assim, novas conexões entre as células. Ao fazer algo que não estamos acostumados, inicialmente, encontraremos dificuldade. Mas, à medida que aprendemos coisas novas, regiões diferentes são ativadas e toda vez que praticarmos, o sistema nervoso tende a aperfeiçoar. Isso inclui qualquer atividade que mantenha o corpo e a mente em movimento, favorecendo a capacidade neural.

Em termos mais simples, novos conhecimentos impedem o cérebro de ficar “enferrujado”. Ele funciona da mesma forma que um músculo que, para trabalhar bem, precisa ser exercitado. Isso é muito importante em todas as idades, mas especialmente nas mais avançadas. O aprendizado constante pode prevenir doenças neurológicas, como o Alzheimer.

Por isso, aprenda! Descubra algo que você quer fazer e vá atrás disso. Vale aprender um instrumento, uma nova língua, fazer um curso de especialização, entre tantas outras coisas. Nos dias de hoje há uma grande facilidade para aprender coisas novas, pois as informações podem estar na palma da nossa mão; existem sites e aplicativos que ajudam em diversas áreas.

Além do exercício cerebral, você vai se conectar com novas tendências e ideias, vai ter a chance de alavancar sua carreira, deixar o tédio de lado e também se tornar uma pessoa habilidosa e criativa.

Não espere mais, esteja aberto a mudanças e a melhorar a si mesmo. Você só tem a ganhar.

 

Fontes: Matheus de SouzaMinilua.

 

Leia também: O que motiva você?