Melhore a convivência no casamento

Ingredientes da boa Convivência

O amor e as boas intenções são fundamentais para que haja harmonia entre o casal, mas é com paciência e parceria que será possível superar os desafios do dia-a-dia. A boa convivência matrimonial repercute positivamente no bem-estar físico e emocional, não somente dos cônjuges, mas também dos filhos e demais membros da família. Confira os conselhos para lidar com situações cotidianas que podem minar qualquer casamento:

Rear view of a couple sitting on beach with woman leaning head on man's shoulder

  • Fora, egoísmo! Seja em questão de tempo, dinheiro, gostos ou decisões, priorizar interesses particulares é um passo certo rumo ao conflito. No casamento, o “nós queremos” é mais importante do que o “eu quero”.
  • Negocie ao invés de discutir. A vida matrimonial se baseia em uma negociação contínua, na qual não há ganhadores ou perdedores. O casal deve buscar o que beneficie ambos seja em decisões, finanças, sexualidade ou afazeres.
  • Não leve as ações do cônjuge para o lado pessoal. É preciso, antes, entender que o que nos incomoda pode ser simplesmente um traço de personalidade do outro. O carinho e o exemplo são a melhor maneira de ajudar a melhorar os defeitos de outra pessoa.
  • É preciso ceder. Os que permanecem estáticos em suas opiniões estão incentivando um desgosto sem necessidade. No casamento, é preciso ceder muitas, muitas vezes.
  • Trate o outro como gostaria de ser tratado. Ainda que pareça um chavão, este é um princípio básico para uma boa convivência.casal-apaixonado
  • Evite o mau humor e a irritação por pequenas coisas. É preciso ser paciente e compreensivo. A ira é prejudicial, enquanto o sorriso é benéfico. Os problemas, mal-estares e pressões não justificam o mau humor nem a agressividade.
  • Tarefas compartilhadas. Não pode haver sobrecarga para nenhum dos dois; cada um deve ter suas responsabilidades dentro de casa.
  • Perdoar significa esquecer. Ficar estancado no passado é negar a possibilidade de viver um presente e um futuro maravilhosos.
  • Manifestar o carinho diariamente. O amor se alimenta na convivência, no dia a dia, não apenas nas ocasiões especiais. É preciso dar ao outro o que ele espera de nós, algo bom para o casal.
  • Aceite as diferenças. Não importa se vocês são diferentes; o importante é respeitar o jeito de ser do outro. E aprender a aceitar as diferenças de temperamentos, capacidades, ritmos de trabalho, buscando chegar a pontos em comum.

A vida matrimonial não será perfeita e problemas ou brigas vão acontecer. O importante é que o casal esteja determinado a permanecer junto e passar pelos desafios. Claro que nem tudo se resume a trabalho, rigorosidade, seriedade e temas profundos. A vida está repleta de detalhes e o casamento se enriquece com eles. Por isso, o lazer, o descanso, os planos familiares, as escapadas românticas e a saída da rotina são bem-vindas. Da mesma forma, conservar o bom humor nos momentos difíceis é uma das melhores maneiras de melhorar a convivência.

Lembre-se: o esforço deve ser de ambos e não apenas seu.

Adicionar Comentário